Gabinete de Auto-Avaliação de Qualidade

 

Mestre Lubacha Lopes Amândio Zilhão
(Directora do Gabinete)

São funções gerais do Gabinete de Auto-avaliação de Qualidade (GAQ):

  1. Assessorar a Reitoria em questões de qualidade e informá-la sobre os resultados da auto-avaliação e os desafios daí decorrentes para o desenvolvimento institucional;
  2. Desenvolver a política da auto-avaliação de qualidade da Universidade Púnguè, dentro de uma perspectiva de participação, coordenação institucional e consulta e de integração nacional, regional e internacional;
  3. Velar e monitorar a operacionalização da política da auto-avaliação;
  4. Promover a cultura e o interesse pela qualidade na Universidade Púnguè, através de acções de formação, informação e divulgação, com a finalidade de sensibilizar, consciencializar e capacitar em questões da auto-avaliação e qualidade;
  5. Realizar os processos da auto-avaliação dos cursos, programas, serviços da instituição, funcionando plenamente como elo entre o CNAC e a Universidade Púnguè, explorando as possibilidades de coordenação e colaboração;
  6. Conceber os manuais e os instrumentos da auto-avaliação de qualidade;
  7. Operacionalizar os critérios e padrões da auto-avaliação de processos pedagógicos e de serviços, promovendo a prática de avaliação e a produção regular de relatórios de qualidade em todos os sectores de acção da Universidade Púnguè;
  8. Assessorar e aconselhar os diferentes sectores sobre as questões da auto-avaliação e qualidade, promovendo uma relação dialógica com as diferentes unidades orgânicas da Universidade Púnguè;
  9. Apoiar na afirmação da imagem da Universidade Púnguè como uma instituição provedora de uma formação de qualidade e comprometida com o desenvolvimento cultural e socioeconómico do país, contribuindo para a divulgação e operacionalização da missão da Universidade Púnguè, promovendo o uso institucional dos resultados dos processos da auto-avaliação para a melhoria da acção institucional;
  10. Estabelecer coordenação e colaboração contínua com o CNAQ, como órgão de gestão e monitoria do SINAQES;
  11. Desenvolver e gerir os sistemas internos da auto-avaliação;
  12. Estimular a documentação de evidências de qualidade na instituição.